Ergonomia

A ergonomia compreende as interações entre homens e outros componentes de um sistema. Nas relações de trabalho, ela é regulamentada pela NR 17, na qual são estabelecidas diretrizes e requisitos para adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, de modo a proporcionar conforto, segurança, saúde e desempenho eficiente no trabalho.

O trabalho desenvolvido pelos serviços de ergonomia do SESI Santa Catarina levam em conta três pilares da ergonomia do trabalho:

O ambiente

O ambiente laboral com seu mobiliário e os equipamentos utilizados.

O processo

O processo de trabalho e a organização das atividades.

O trabalhador

O trabalhador com suas necessidades e características.

Avaliação Ergonômica Preliminar (AEP)

  • Essa avaliação qualitativa identifica as situações de trabalho que necessitam de adaptação para preservar o conforto e a saúde dos trabalhadores.
  • A AEP é obrigatória segundo a NR 17 e deve ser atualizada sempre que houver alteração no ambiente de trabalho.
  • É realizada por equipe multiprofissional – Técnico de SST e Ergonomista.
  • Seus resultados deverão ser incluídos no Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR) da empresa.

Análise Ergonômica do Trabalho (AET)

Essa análise aprofundada deve ser realizada para situações específicas dentro de uma empresa. Assim, a AET é indicada para:

  • Situação complexa – identificada na AEP ou no PGR.
  • Solução insuficiente para minimizar o problema.
  • Orientação do SESMT ou identificação pelo relatório do PCMSO.

A AET é realizada por um especialista em ergonomia, por meio de metodologia e ferramentas ergonômicas específicas.

A ergonomia do trabalho vai além do cumprimento da legislação, proporcionando ganhos importantes para as empresas, como:

  • Redução de faltas (absenteísmo) e afastamentos: muitos afastamentos são causados por problemas de saúde que podem ser evitados com ambientes de trabalho
    adequados.
  • Melhoria da produtividade: a AET propõe adequações nas situações de trabalho que possam causar desconfortos, dores e até adoecimentos dos trabalhadores.
    Essas adequações têm reflexo direto na melhoria da produtividade desses trabalhadores.
  • Redução do nível de estresse: os riscos expõem o trabalhador a situações de estresse e desconforto, que podem levar ao adoecimento.
  • Valorização da segurança: ambientes de trabalho mais seguros geram uma cultura de segurança fortalecida.

A assessoria em ergonomia do SESI foi pensada para apoiar as empresas nos processos que vão além das avaliações e documentos definidos pela legislação.

Solicite uma proposta
Solicite uma Proposta

Entre em Contato

Captcha obrigatório
Sua mensagem foi cadastrada com sucesso! Em breve, você receberá nosso contato. 
Nome
Nome da empresa
E-mail
Telefone
Cidade
Em que podemos auxiliar?

Nossas Unidades