Compartilhe

SIPAT

Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (SIPAT): minha empresa deve fazer?

Segurança e saúde no trabalho

Estimular as discussões sobre saúde e segurança no ambiente de trabalho também é uma forma de prevenir acidentes e o desenvolvimento de doenças ocupacionais. Esse é um dos principais objetivos da SIPAT, a Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho.

Descrita na NR-5, que estabelece as regras para criação da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes e Assédio (CIPA), a SIPAT é obrigatória para todas as empresas que possuam essa Comissão e deve ser realizada com auxílio do SESMT, onde houver. 

Para compreender mais sobre o que é a SIPAT e como você pode executá-la na empresa que você trabalha, continue a leitura.

O que é SIPAT?

Dentro das empresas, diversas ações são realizadas com o propósito de proteger a segurança dos trabalhadores e assegurar a execução das atividades de forma que se reduza ao máximo os riscos. Para isso, o uso de EPI, a exigência de cursos de NR e a avaliação de riscos ocupacionais de forma contínua são algumas das exigências legais que as empresas e trabalhadores devem seguir.

Contudo, para além de realizar tais ações, é preciso garantir um momento específico para falar sobre o que está sendo feito e enfatizar a importância delas.

Dessa forma, a SIPAT nada mais é do que um período reservado para que se fale sobre práticas de saúde e segurança, com a finalidade de conscientizar os trabalhadores da importância de adotar hábitos preventivos.

É importante destacar que, segundo a NR-5, a SIPAT deve obrigatoriamente ser realizada a cada ano.

Quem deve organizar a SIPAT?

Como já mencionado anteriormente, a SIPAT é obrigatória e deve ser planejada pelos profissionais que fazem parte da CIPA, a partir da avaliação das necessidades internas. Além disso, nos casos em que há equipe de SESMT, esses devem auxiliar no trabalho.

A CIPA faz a proposta de cronograma e atividades em acordo com a empresa, e a escolha de data e programação pode ser definida a partir disso. Como regra, a SIPAT deve ter uma semana (de trabalho) de duração e ocorrer durante o horário de trabalho.

Por ser obrigatória, cabe também à Comissão fazer o correto registro em atas sobre a formalização do evento.

É importante destacar que, em empresas onde há apenas um profissional designado à CIPA, a SIPAT não é obrigatória, apesar de recomendada devido aos benefícios que oferece.

Quais ações podem ser feitas na SIPAT?

As ações executadas durante a SIPAT não possuem programação obrigatória, mas devem ser realizadas a partir de questões levantadas na própria empresa sobre assuntos de saúde e segurança que fazem parte do dia a dia. Entre as ações, podem ser destacadas:

  • Palestras;
  • Oficinas;
  • Atividades práticas em grupo;
  • Desafios internos;
  • Jogos;
  • Ações de integração;
  • Rodas de conversa com profissionais especialistas;
  • Entre outras.

Defina temas para sua SIPAT

Para selecionar os temas da sua SIPAT, você pode abrir um espaço de comunicação para saber quais assuntos são de maior interesse entre os trabalhadores. Além disso, o ideal é que as abordagens estejam relacionadas a área de atuação de sua empresa.

Por exemplo, em empresas onde há intensa movimentação de materiais, pode-se utilizar como temática a ergonomia. Ou então, se as atividades da sua empresa envolvem o trabalho em altura, por exemplo, ações específicas sobre uso correto de EPI pode ser uma boa ideia.

Ainda tem dúvida sobre o que abordar? 

Confira uma lista com 10 temas para abordar em sua SIPAT:

  • Legislação trabalhista na prevenção de acidentes;
  • Saúde mental no trabalho;
  • Práticas de primeiros socorros;
  • Prevenção de incêndios;
  • Alimentação saudável e equilibrada;
  • Benefícios da prática regular de atividades físicas;
  • Abuso de álcool e outras drogas;
  • Estresse e burnout;
  • Cuidados com o meio ambiente;
  • Diversidade e inclusão;

Quais os benefícios da SIPAT para a sua empresa?

Além de cumprir com a legislação vigente, ao colocar em prática uma boa programação em sua SIPAT você irá criar um novo canal para conscientização e incentivo a práticas que prezam pela saúde e segurança no trabalho.

Informações importantes – mas que muitas vezes passam despercebidas no dia a dia – podem ser apresentadas durante este evento. Como resultado, você terá profissionais mais capacitados e conscientes para realizarem suas atividades e, por consequência, redução de afastamentos e aumento da produtividade.

O SESI ajuda no desenvolvimento da sua SIPAT

Para auxiliar empresas com o desenvolvimento de programações para SIPAT, o SESI conta uma equipe multidisciplinar, como médicos, fonoaudiólogos, nutricionistas, profissionais de educação física, dentistas, engenheiros de segurança e técnicos. Com essa expertise, as empresas têm atendimento personalizado e soluções customizadas de acordo com as necessidades.

Além disso, o SESI ainda possui um amplo portfólio com sugestões para outros eventos institucionais. Confira aqui.

Tags

Recentes

1
3
Invista em saúde integral: equilíbrio entre mente e corpo
9 de janeiro de 2024 •

Por Oscar Führ